ESTUPRADOR RECONHECIDO POR 9 VÍTIMAS

ESTUPRADOR RECONHECIDO POR 9 VÍTIMAS

Por Maria Clara 14/05/2017 - 10:48 hs

Terça-feira, dia 9, nas primeiras horas da manhã, policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais de Atibaia), sob o comando do delegado Elton Costa, com base em mandado de prisão temporária, detiveram em sua residência Marcos Antonio Pereira Conceição, 30 anos, ferramenteiro e sem passagem pela polícia. No SIG, as cinco vítimas reconheceram Marcos Antonio como autor dos estupros. E nos dias seguintes mais quatro vítimas o reconheceram como estuprador.

Uma das vítimas anotou parte da placa do carro de Marcos Antonio - Fiesta Prata - mas através de um árduo trabalho de pesquisa, a polícia chegou até o proprietário.

As investigações duraram mais de três meses e as vítimas foram ouvidas e todas forneceram as mesmas características do estuprador, reconhecendo fotos obtidas pela polícia no facebook. E na manhã de terça-feira o reconhecimento foi pessoal, não restando dúvidas para a polícia tratar-se da mesma pessoa.

OS  FATOS
No final de agosto de 2.016, uma mulher informou à polícia que tinha sido vítima de estupro, não fornecendo muitos detalhes. Por ser crime de autoria desconhecida, o fato foi enviado ao SIG (Setor de Investigações Gerais de Atibaia), que deu início às investigações mesmo com poucos detalhes que pudessem identificar o autor do crime.

Em fevereiro de 2.017, mais uma mulher disse ser vítima de estupro. Em março, outra mulher, fato que despertou a atenção dos policiais, que começaram a notar uma semelhança física do autor dos estupros e o mesmo “modus operandi”, ou seja, a mesma forma de agir. Por fim, em abril, outra mulher se disse vítima estupro.

O delegado Elton Costa e sua equipe do SIG, foram os responsáveis pela
investigação e prisão do estuprador.

AS  INVESTIGAÇÕES
Por determinação do delegado do SIG Elton Costa, os policiais sob seu comando passaram a analisar caso a caso, levantando o perfil do estuprador, tido como homem alto, moreno, cabelo arrepiado, aparelho nos dentes e corrente no peito em forma de terço. E um detalhe: muito cheiroso.

Uma das vítimas declarou que havia visto o agressor no facebook, fato que deu um ponto de partida para os policiais. Outra vítima, que foi arrebatada juntamente com sua filha de cinco anos, que ficou no carro enquanto a mãe era estuprada ao lado, informou que havia anotado a marca do carro - um Fiesta e as placas. Com estes dados, os investigadores André e Marcela passaram a levantar os dados, mas surgiu uma dificuldade. As placas não batiam com o carro Fiesta. Os investigadores passaram a levar em conta a possibilidade de que a vítima tenha anotado um dos números de forma errada. E continuaram a pesquisa por vários dias, até que chegaram a um resultado: as placas bateram com um veículo Fiesta prata e surgiu o nome do proprietário: Marcos Antonio Pereira Conceição. No mais, todas o reconheceram pelas fotos.

Diante das provas colhidas, as primeiras 5 vítimas foram chamadas e reconheceram por foto Marcos Antonio, inclusive uma que foi estuprada em 2.015 e que não havia prestado queixa, todas entre 14 e 25 anos.

A  PRISÃO
Unindo uma série de fatos, como a área em que as mulheres eram arrebatadas, no Cerejeiras e Imperial, sempre com a mesma abordagem portando uma arma e sempre nos finais de semana, e todas levadas para dois locais, um na Chácaras Brasil e outro perto do Observatório, além de que o agressor em alguns casos dizia que era do PCC de Guarulhos, o delegado Elton Costa requereu à Justiça pedido de prisão temporária por 30 dias, por se tratar de crime hediondo, o que foi deferido pelo Juízo da 3ª Vara Criminal de Atibaia.

RECONHECIMENTO
Com Marcos Antonio detido no SIG, os policiais entraram em contado com as vítimas, que de pronto se dirigiram às dependências policiais e todas o reconheceram como autor dos estupros, sem sombra de dúvida, inclusive a menor, ao vê-lo, cara a cara, passou mal.

QUEM  É  O  ESTUPRADOR
Marcos Antonio tem 30 anos, ferramenteiro, trabalhava em empresa na Terra Preta, recentemente foi promovido como encarregado do setor, cursava engenharia, mas trancou a matrícula, adora matemática, introvertido e sem passagens pela polícia.

TELEFONE  DO  SIG
Após esta reportagem, se alguma pessoa quiser entrar em contato com o Setor de Investigações Gerais de Atibaia (SIG), basta ligar 4412-3355, pois a polícia acredita na existência de outras vítimas.