Boa Vista dos Rosas é o campeão da segundona

Boa Vista dos Rosas é o campeão da segundona

Por Maria Clara 01/07/2017 - 10:50 hs

Boa Vista dos Rosas é o campeão da segundona
O Boa Vista dos Rosas sagrou-se campeão da Segunda Divisão da Liga Atibaiense de Futebol

Na final do Campeonato da Segunda Divisão da Liga Atibaiense de Futebol, no domingo, dia 25 de junho, às 13h00, no Estádio Salvador Russani, no Alvinópolis, o Boa Vista dos Rosas empatou com o San Tomé por 1 a 1 e sagrou-se campeão vencendo nos pênaltis por 7 a 6.

No primeiro tempo o Rosas dominou o jogo, tomou a iniciativa de buscar o gol, criou as melhores chances, enquanto o San Tomé pouco chegou ao gol adversário. Aos 45 minutos, em escanteio cobrado por Jé na esquerda, Japa no primeiro pau tocou de cabeça e fez 1 a 0 Rosas.

No segundo tempo o San Tomé voltou mais agressivo, em busca do empate, mas nos contra-ataques os Rosas também levaram perigo. Aos 25, em bola cruzada na área, Valdecir do Rosas cabeceou e o goleiro defendeu. Aos 30, em contra-ataque Jé lançou Japa que driblou o marcador, bateu e a zaga desviou a bola do gol. Aos 35, em jogada pela esquerda, o zagueiro Rodrigo cometeu pênalti em Michel. Keno cobrou no canto esquerdo, 1 a 1 San Tomé.

Na disputa em pênaltis, Vaninho (S) marcou e Rodrigo Pereira (R) chutou por cima. Alexandre (S) fez e Paulinho (R) também. Michel (S) chutou na trave e Catatau (R) marcou. Cabañas (S) fez o gol e a cobrança de Rogerinho (R) o goleiro pegou. Keno teve a chance de garantir o título para o San Tomé em 4 a 2, mas bateu fora. Jé (R) empatou em 3 a 3. Vieram as batidas alternas, se um time marcar e o outro perder acaba. Beto (S) marcou e Danilo (R) também. Paulo Monteiro (S) fez e Japa (R) marcou. Maurício (S) converteu e Valdecir (R) também. Até que Samuel (S) bateu e Chim defendeu. Alex (R) finalizou no canto esquerdo, 7 a 6, garantindo o título aos Rosas.

“Dei o ponto final, já estava engasgado até o pescoço, oito vezes vice não aguentava mais, tinha que uma vez ser campeão, é Rosas na cabeça”, comemorou Alex.

“Não tenho palavras, desde o começo ajudando o time até o final, dando a alma e o coração. Não esperava uma final tão equilibrada, sabia que iria dar trabalho, mas graças a Deus conseguimos ser campeões”, contou o goleiro Chim.

Os Rosas venceram com Chim, Rogério, Catatau, Rodrigo, Rodrigo Pereira, Danilo, Leonardo, Paulinho, Jé, Japa, Du, o técnico Betinho, o auxiliar Carlos, o presidente e massagista Célio, os reservas Paulo Ribas, Alex, José Bento, Anderson, Leandro, Gustavo e Valdecir.

O San Tomé jogou com Everton, Juliano, Samuel, Beto, Reginaldo, Mauricio, André, Alessandro, Cabañas, Keno, Vaninho, o técnico Alexandre, o auxiliar Fumaça, o massagista Fábio Couto, os reservas Wellington, Everton Silva, Lucas, Paulo, Sérgio, Tula, Tião, Michel e Léo.

“Não esperava que fosse tão difícil, mas valeu muito e dedico o título para todos os parceiros dos Rosas, estamos juntos, é uma família”, finalizou Alex, que ganhou o prêmio das Lojas Verotex, um vale toalha dos clubes de futebol, por ter feito o gol do título.

Os artilheiros: Jé (Rosas), Vaninho (San Tomé), Ednei (Atibaiense) e Éder (Dragões) 9 gols. O goleiro menos vazado: Ramon (Santo Antônio) 10 jogos e 11 gols sofridos.

No terceiro lugar: Santo Antônio, quarto: Atibaiense e quinto: Dragões da Ponte.

 

Os cinco subiram à primeira divisão.