POLÍCIA APREENDEU ARMAS E MUNIÇÕES NO CAETETUBA

POLÍCIA APREENDEU ARMAS E MUNICÕES NO CAETETUBA

Por Maria Clara 20/10/2017 - 19:12 hs

Terça-feira, dia 17, por volta das 11h45, na Avenida Jerônimo de Camargo, no Caetetuba, policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais de Atibaia), sob o comando do delegado Elton Costa, desencadearam uma operação que teve êxito, com a apreensão de duas espingardas calibre 12, uma submetralhadora artesanal calibre 9 mm, com silenciador, além de munições de vários calibres.

O  início

Em investigação sobre o tráfico de drogas, surgiu a informação de que em determinada casa eram guardadas armas de fogo que seriam utilizadas pelos traficantes naquela região da cidade, mas os dados levantados não traziam com exatidão onde as armas estavam sendo guardadas. No entanto, na terça-feira, dia 17, um dos policiais lotados no plantão da Delegacia de Polícia, recebeu a informação que apontava o local exato em que se encontravam as armas.

A  operação

O policial entrou em contato com o SIG (Setor de Investigações Gerais de Atibaia) e ao passar a informação foi constatado que o local já era apontado em algumas investigações.

Com certeza do endereço, os policiais se dirigiram para o local e na porta encontraram um indivíduo, que permitiu a entrada no imóvel. O indivíduo e morador, até então calmo, passou a apresentar um certo nervosismo quando os policiais subiram no patamar superior da casa, tanto que os policiais aventaram a possibilidade dele estar pensando em uma eventual fuga, motivo pelo qual foi algemado.

Na revista, debaixo das gavetas do guarda-roupa, encontraram armas e junto a elas um saco plástico com munições de vários calibres. Duas espingardas CBC, calibre 12, uma submetralhadora artesanal com silenciador, calibre 9 mm, um carregador vazio calibre 7.65, munições diversas, 51 cartuchos íntegros de calibre .40 - 30 cartuchos íntegros de calibre 32 - 3 cartuchos íntegros de calibre 380 e 45 cartuchos íntegros de calibre 9 mm.

Ao ser questionado pelos policiais, o morador afirmou ter adquirido as armas de terceiros, dos quais não sabe a qualificação e disse mais. Disse que tencionava reformar as armas e após iria revendê-las.

O  flagrante

 

Logo após, o morador foi levado às dependências do SIG, onde foi ouvido pelo delegado Elton Costa, que após se inteirar dos fatos e das provas, determinou a apreensão das armas e munições, bem como que o morador - identificado como Valter Branco de Andrade, 41 anos - fosse autuado em flagrante delito, com base no artigo 16 do Estatuto do Desarmamento. Após a audiência de custódia, Valter foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória, em Jundiaí, permanecendo à disposição da Justiça.