Caldeirão do Diabo - 04/11/2017

Caldeirão do Diabo - 04/11/2017

Por Maria Clara 05/11/2017 - 22:38 hs

FRASE

“SE VOCÊ ESTÁ VENDO UM GIGANTE, OLHE PARA A POSIÇÃO DO

SOL E EXAMINE SE O GIGANTE NÃO É A SOMBRA DE UM PIGMEU.”

 

MURALHA  DIGITAL  (1)

A “muralha digital” que está sendo erguida na cidade, uma grande conquista para todos os moradores que terão a mais alta segurança de toda a região, não escapou aos olhos das “hienas de plantão”, que passaram a atacar a “muralha digital”, dizendo que servirá para multar os veículos. Nada mais falso.

 

MURALHA  DIGITAL  (2)

Na verdade, as 42 câmeras de segurança que estão sendo instaladas - uma ou duas a cada dia - têm como objetivo a detecção de placas e de veículos envolvidos em atividades criminosas. Com um detalhe importante. Por ser de altíssima tecnologia, o sistema relaciona e aponta a presença de um mesmo veículo, toda vez que exista um furto ou roubo de carros em determinada região da cidade. Aponta o veículo e dá o alerta para as forças de segurança.

 

MURALHA  DIGITAL  (3)

E tem mais. A nossa “muralha digital” estará interligada com o sistema “Detecta” estadual e com o “Alerta Brasil” da Polícia Rodoviária Federal, além das outras 18 cidades da região, que trocarão alertas imediatos caso veículos sejam identificados como utilizados em atividades criminosas e, claro, detendo os que estiveram no interior dos carros.

 

SEGREDO

É segredo, mas vou divulgar para mostrar a importância desta “muralha digital”. Há uns dez dias, a Polícia Rodoviária Federal - em um carro descaracterizado - seguia um veículo pela Fernão Dias - quando o condutor entrou em Atibaia. O GGI - Gabinete de Gestão Integrada da Segurança Pública de Atibaia foi acionado e pouco depois o veículo suspeito foi localizado e abordado por forças de segurança, que lograram prender indivíduo procurado pela Interpol. Este importante fato não foi comentado e até hoje permanecia nos bastidores da vitória da nossa “muralha digital”, que ainda não está funcionando a todo vapor.

 

FINADOS

O Dia de Finados foi mais triste para os quase 50 assessores que foram exonerados em atendimento ao disposto na minirreforma aprovada pela Câmara Municipal. Na verdade, não houve uma análise de caso a caso, vez que existiam assessores e assessores, uns que trabalhavam e muito e outros que nada faziam, mas lei é lei. No mais, para a próxima quarta-feira, se espera mais novidades, como a separação das secretarias.

 

REVERSO

Por outro lado, existem “chupins” na Prefeitura, indicados por partidos com nula representação política e que não foram alvos da guilhotina da minirreforma e que continuarão mamando nas tetas da “mãe” Prefeitura. Tem “chupins” que não alcançaram nem 50 votos e que permanecem por lá. Urge que o prefeito Saulo dê uma espiadela neste assunto, pois compromissos de campanha já foram todos cumpridos.

 

LEIS  (1)

Ao que parece existe uma síndrome entre os vereadores para legislar fazendo leis nos mais variados sentidos. E aqui vai uma ideia e abaixo explico.

 

LEIS  (2)

Neste feriadão fui a um restaurante e lá me deparei com três mesas cujos ocupantes estavam em boas companhias de cães. Um dos cães evacuou sob a mesa e o dono não percebeu. Pouco depois o dono do cachorro meteu o pé na merda e andou pelo local, exalando um “delicioso cheiro”, incompatível com a deliciosa comida.

 

LEIS  (3)

A presença de cães parece aumentar dia a dia nos restaurantes e os proprietários nada dizem, pois segundo eles não há lei específica que proíba a presença de cães. Assim, tomamos a liberdade de propor a algum vereador que faça uma lei que proíba a presença de cães onde são servidos alimentos. É uma medida em defesa da saúde pública.

 

SURPRESA

A coisa anda encoberta por profundo silêncio, mas caminha dia a dia. Não será de se estranhar se nas eleições para prefeito em 2.020, surgir um nome que ninguém espera. E mais. O nome é muito bom de voto!

 

MAQUIAVEL

A alma de Maquiavel deu uma chegadinha no Caldeirão e pediu para se colocar o seguinte recado retirado das páginas do livro “A Arte da Guerra”, do general chinês Sun Tzu: “A um ataque pode faltar imaginação, mas há sempre que executá-lo com rapidez sobrenatural”.