Master 42: Rosário é o campeão Máster

Master 42: Rosário é o campeão Máster

Master 42: Rosário é o campeão Máster

Por Maria Clara 11/11/2017 - 12:22 hs

Pelo Master 42 anos, dia 4 de novembro, no Alvinópolis, às 16h00, o Rosário venceu o Alvinópolis por 2 a 1 e sagrou-se campeão.

O atacante Marquinhos fez 1 a 0 Rosário, em chute de canhota no primeiro tempo. O Alvinópolis empatou no segundo tempo com Zé Maria. Aos 47 minutos, quando a disputa encaminhada para os pênaltis, Adnaldo cruzou da direita e Adãozinho de carrinho, na pequena área, se jogou e fez 2 a 1.

“Foi bom o campeonato, a primeira fase, a semifinal e a final, equipes de qualidade, muito prazer em participar, espero estar no ano que vem, disputar mais um título, importante para o Rosário e quero agradecer o pessoal de Atibaia pela receptividade que tiveram com a gente. Final bem jogada, sem violência e legal também no amador fazer grandes jogos e trazer o público para ver os ex-atletas”, disse Jean Carlo ex-Palmeiras.

“Jogo muito bom, corrido, o time deles de muita qualidade, a gente acabou bobeando no finalzinho e um time daquela qualidade não pode bobear, mas valeu pela luta, pela garra e caiu bem para a gente o vice. Parabéns ao Rosário campeão”, citou Marcos Bueno, o “Satã” do Alvinópolis.

“Jogo muito difícil, oportunidade de jogar com esse pessoal, já foram profissionais, Jean Carlo, Gil Baiano, Adãozinho, Da Guia e outros, a gente correu atrás e deu tudo certo. Fizemos um gol no final, mas não desmerecendo o Alvinópolis, acho que jogamos mais, posse de bola e fomos premiados com a vitória”, opinou Vasquinho do Rosário.

O volante fala do tempo que defendeu o Alvinópolis: “joguei muito tempo no Alvinópolis, vários títulos na época do Mané, do Martins, mas futebol é assim, desta vez foi defendendo as cores do Rosário”, citou.

E fala também do momento: “não queria estar falando, mas a idade chegou, gostaria de estar correndo no amador, mas as dores não deixam e no trinta e cinco e quarente a dois a gente se esforça, continuo saindo com dores do campo, mas a vontade de jogar é grande, estar com os amigos, um prazer, meu pai sempre dizia para fazer amigos que você tem tudo na vida”.

E lembra que Vascão jogou até o fim da vida: “meu pai viveu no campo, morreu no campo jogando e a gente dá seguimento naquilo que ele falava, trabalhe, faça amigos, esteja bem acompanhado e jogue seu futebol com lealdade, é a lição que me deixou”, finalizou.

O Rosário venceu com Chupeta, Da Guia, Paulo Henrique, Adãozinho, Rosca, Gil Baiano, Vasquinho, Leandro Budinha, Jean Carlo, Dino, Marquinhos, o técnico Wilson Fumani, o auxiliar Damião, o massagista Jura, os reservas Adnaldo, Carlão Carroça, Arnaldo e Rogério.

O Alvinópolis jogou com Mano, Lopes, Gato, Vandinho, Piquito, Joelzinho, Zé Maria, Diu, Fininho, Léo, Marcão, o técnico Zé Luis, os reservas Agnaldo, Luis Carlos, Daniel, Satã, Índio, Eugênio, Valdir e Mércio.

A defesa menos vazada Ribeirão, o goleiro Adilson. O artilheiro Celso (Ribeirão) 9 gols.