Atibaia participará de mobilização nacional contra o mosquito Aedes aegypti

Prefeitura reforça importância da colaboração de todos para o combate ao mosquito

Por Maria Clara 24/11/2018 - 12:26 hs

Na próxima semana a Prefeitura da Estância de Atibaia participará da Semana Nacional de Mobilização contra o mosquito Aedes aegypti, que além da Dengue transmite também a febre Chikungunya e a doença aguda causada pelo vírus Zika. A ação, que vai de 26 a 30 de novembro, contará ainda com o Dia D na sexta-feira (30), data em que também acontecerá vacinação contra a Febre Amarela no Coreto da Praça do Mercado, das 9h às 11h.

No período, haverá uma mobilização nacional de quatro pastas do Governo Federal - Saúde, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Social - conclamando a todos do poder público municipal, sociedade civil, entidades privadas, parceiros da saúde e a população em geral para uma ação conjunta. A proposta é promover uma grande varredura para retirada e eliminação de criadouros e orientar a população para que dedique o sábado como o dia de combate aos focos do Aedes.

Em Atibaia, a Secretaria Municipal de Saúde programou diversas ações e atividades para a Semana de Mobilização. Será realizado um mutirão com os Agentes de Combate às Endemias (ACE) e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no bairro do Jardim Imperial. Além disso, o Cata-treco da Saae estará disponível na região durante a sexta-feira (30), quando ocorrerá o Dia D.

O Poder Executivo também planejou orientação dos fiscais da Vigilância Sanitária em alguns estabelecimentos; palestra e roda de conversa para associações comunitárias, comerciais, educacionais e órgão ambientais; orientações em grupos religiosos; orientação para os profissionais de limpeza urbana (varrição de rua); e o combate ao Aedes aegypti como pauta na reunião do Conselho Municipal de Saúde, tornando os conselheiros e participantes multiplicadores na ação de controle ao mosquito.

No dia 27, às 9h, no Centro Comunitário do Itapetinga (Av. Santana, nº 2900, Itapetinga), acontece uma roda de conversa sobre o tema, aberta a toda a comunidade. Segundo a Secretaria de Saúde, também está nos planos resgatar as brigadas do município conforme o Decreto nº 62.130, de 29 de julho de 2016, que determina que: "todo órgão público deve constituir Brigada de Combate ao Aedes para manter a vigilância e o controle do Aedes Aegypti nos seus imóveis".

A Prefeitura conta com a colaboração de toda a população e pede para que, após a identificação dos funcionários do Executivo, os munícipes permitam a entrada dos agentes em seus imóveis para vistoria e orientação, ressaltando que serão observados apenas os possíveis criadouros.

Cuidados em casa

A orientação é para que cada munícipe reserve pelo menos 15 minutos de sábado para fazer a vistoria em toda a sua casa (quintal, varanda, laje e inclusive o interior) à procura de pontos de acúmulo de água. Para combater o risco é necessário eliminar os criadouros ou modificá-los, impedindo que sirvam para a proliferação do mosquito.

Os locais onde o mosquito costuma colocar seus ovos e que devem ser checados são: ralos, vasos sanitários de pouco uso, piscinas, caixas d'água, calhas, bandejas de ar-condicionado e de geladeira, pratinhos de plantas, os próprios vasos, garrafas PET e de vidro, baldes, saquinhos plásticos, pneus e lonas.

Recomenda-se também que os moradores coloquem areia nos pratinhos de planta; mantenham garrafas sempre viradas para baixo; guardem pneus em locais cobertos; joguem no lixo todo objeto que possa acumular água parada e verifiquem se a caixa d’água está bem fechada.