FORÇA TÁTICA APREENDEU MAIS DE 4 TONELADAS DE MACONHA

Grande apreensão de drogas aconteceu no bairro do Tanque.

Por Maria Clara 20/01/2019 - 21:19 hs

Na noite de quinta-feira, dia 17, equipes de Força Tática da Polícia Militar do Trigésimo Quarto Batalhão de Polícia Militar do Interior detiveram sete homens e uma mulher no Bairro do Tanque e apreenderam mais de 4 toneladas de maconha.

Durante o patrulhamento nas rodovias que cortam Atibaia e Bragança Paulista, com o objetivo de coibir roubo de cargas e caminhões, a equipe de Força Tática, sob o comando do tenente PM Boschi, ao se aproximar de um posto de combustíveis no quilômetro 26 da Fernão Dias, uma pessoa se aproximou dos policiais informando que suspeitou quando uma carreta, aparentemente carregada, entrou em um pesqueiro desativado localizado na Estrada Velha de Bragança Paulista, no Bairro do Tanque.

Tendo em vista a possibilidade de se tratar de roubo de carga, o tenente PM Boschi reuniu o pelotão de Força Tática, estabelecendo o plano de ação. Rapidamente as equipes se locomoveram até o local e avistaram o portão do pesqueiro aberto, onde funciona um salão de dança (forró), três carros, sete homens e uma mulher e, ao fundo, uma carreta.

Ao se aproximarem, homens, percebendo a presença das viaturas policiais, tentaram fugir entrando em um matagal existente no local, mas graças ao cerco foram alcançados e detidos.

Um deles disse aos policiais que embaixo da carga de milho, por toda a extensão da carreta, havia vários pacotes de 10 e 40 quilos de maconha. Na ação, oito pessoas foram detidas e encaminhadas ao Plantão de Polícia de Atibaia. No local foram apreendidos três veículos sendo que um deles era blindado com dispositivo de sirene e outro constava como produto de estelionato.

Foram apreendidos 4.618 quilos de maconha, a maior apreensão já ocorrida na área do Comando de Policiamento de Interior II da Polícia Militar de Campinas e detidos 7 homens e uma mulher.

Um dos homens detidos alugou o imóvel havia três meses. Segundo informações obtidas pelos policiais, as drogas seriam distribuídas não só na região bragantina, mas em outras regiões, inclusive na Zona Norte de São Paulo.

(Fonte: Jornal g8)