FORÇAS DE SEGURANÇA (GGI) REALIZAM OPERAÇÃO DE COMBATE AO USO DE CEROL E LINHA CHILENA EM ATIBAIA

As Forças Policiais do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) realizaram no último domingo (14), uma operação para combater o uso de cerol e linha chilena. A ação aconteceu nos bairros Nova Atibaia e Alvinópolis.

Por Maria Clara 20/07/2019 - 15:35 hs

FORÇAS DE SEGURANÇA (GGI) REALIZAM OPERAÇÃO DE COMBATE AO USO DE CEROL E LINHA CHILENA EM ATIBAIA
Uma vítima do uso de cerol

As Forças Policiais do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) realizaram no último domingo (14), uma operação para combater o uso de cerol e linha chilena. A ação aconteceu nos bairros Nova Atibaia e Alvinópolis.

A comercialização e a utilização de cerol foram proibidas em 2006 em todo o Estado de São Paulo. A linha chilena chega a cortar quatro vezes mais do que a linha com cerol.

O objetivo da operação é preservar a integridade física das pessoas, disse o Comandante da Terceira Companhia do 34º BPM/I, Capitão PM Wanderley Turolla, “Pode soltar pipa, sem linha chilena ou linha com cerol”. A ação preventiva do GGI está sendo realizada pelo terceiro ano consecutivo e, desde então, nenhum acidente foi registrado na cidade com esse tipo de material.

Soltar pipa não é proibido, disse o Secretário de Segurança Pública de Atibaia, Lucas Cardoso. “Proibido é utilizar linha chilena ou cerol. O nosso objetivo é prevenir o uso do cerol pelo risco que causa à sociedade e fiscalizar o uso da linha chilena por pessoas que soltam pipas em Atibaia”.

Durante a operação foram apreendidos carretéis e pipas com linhas chilenas. Empinar pipa com uso de cerol é crime, previsto no artigo 132 do Código Penal. O infrator será autuado por expor vida e saúde de pessoas a perigo direto e iminente.

A Elektro alerta que empinar pipas em áreas inadequadas pode causar sérios riscos à saúde, inclusive levando à morte por meio de descarga elétrica. A brincadeira deve acontecer em lugares abertos e sem rede elétrica por perto, como parques, campos de futebol e áreas afastadas dos centros urbanos. O perigo de empinar pipa em lugares indevidos se dá quando a linha enrosca em postes, transformadores e nos cabos elétricos, podendo provocar curtos-circuitos. Além de prejudicar o fornecimento de energia elétrica, a brincadeira também preocupa os motociclistas, pois a linha, quase imperceptível no meio da rua, pode provocar sérios acidentes, alguns fatais.

(Fonte: Jornal g8)