Quarta, 17 Ago 2022

Fake news: não é verdade que Prefeitura cobrará ingresso para subida à Pedra Grande

Tem circulado por Atibaia alguns rumores de que a Prefeitura passaria a cobrar ingresso para a subida à Pedra Grande. O jornal Atibaia Hoje entrou em contato com a Administração Municipal para verificar essa história e a municipalidade informou que tudo não passa de uma fake news (notícia falsa), já que o Parque Estadual do Itapetinga e o Monumento Natural Estadual Pedra Grande, que abrigam o sítio de voo livre da cidade, são gerenciados pelo Governo do Estado, via Fundação Florestal, portanto a Prefeitura não possui essa prerrogativa de deliberar sobre cobrança de ingresso para acesso a essas áreas e quaisquer atrativos existentes nelas.

Conforme a Fundação Florestal, o Parque do Itapetinga e a Pedra Grande são Unidades de Conservação (UC) do Estado. A abertura e o fechamento desses espaços, assim como seus acessos, são controlados e fiscalizados pelo Governo Estadual, que em momentos mais críticos da pandemia, por exemplo, chegou a determinar a suspensão temporária de visitações, tanto de veículo quanto a pé, para evitar a propagação da Covid-19.

Segundo a Fundação Florestal, com área de 10.191,6300 hectares, o Parque Estadual do Itapetinga, criado em 2010 pelo Decreto Estadual nº 55.662/2010, abrange os municípios de Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Nazaré Paulista e Mairiporã. Ele possui como objetivo proteger a biodiversidade e os recursos hídricos, bem como os remanescentes de floresta da Serra do Itapetinga. Entre os seus principais atrativos, no município de Atibaia está a Trilha da Minha Deusa, principal ligação por trilha até a Pedra Grande, localizada no Monumento Natural Estadual da Pedra Grande e muito procurada por praticantes de montanhismo e esporte de aventura.

Ainda de acordo com a Fundação Florestal, com área de 3.297,0100 hectares, o Monumento Natural Estadual (MONA) da Pedra Grande fica na Serra do Itapetinga e também foi criado em 2010, abrangendo os municípios de Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Nazaré Paulista e Mairiporã. O MONA tem por objetivo preservar os atributos bióticos, abióticos e cênicos do maciço da Pedra Grande e foi tombado como patrimônio ambiental junto ao CONDEPHAAT em 1983. Seu principal atrativo, a Laje da Pedra Grande, com seu vultuoso afloramento rochoso, garante à unidade uma beleza cênica icônica na região, atraindo turistas de diversas localidades nacionais e até internacionais.

Veja mais notícias sobre Atibaia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 17 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.atibaiahoje.com.br/