Quarta, 24 Abr 2024

Com aumento de 867% nos casos de dengue, Atibaia realiza novo mutirão neste sábado (2)

Atibaia, assim como todo o país, vem registrando um aumento acentuado nos casos de dengue neste ano. De 1º de janeiro a 28 de fevereiro, foram 590 casos confirmados da doença na cidade, um aumento de mais de 867% em comparação com o mesmo período de 2023, quando houve 61 casos confirmados. A Prefeitura tem trabalhado em ações de prevenção e, no próximo sábado, 2 de março, realiza mais um mutirão, o quarto desde o início de fevereiro.

O mutirão de sábado acontece no Jardim Morumbi, Terceiro Centenário e Parque dos Coqueiros, a partir das 8h. É fundamental que os moradores liberem a entrada dos agentes de endemias, que estarão uniformizados, em suas residências para vistoriar eventuais focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. No último mutirão, por exemplo, apenas 47,2% dos imóveis foram vistoriados porque muitos moradores não deixaram os agentes entrarem e isso dificulta os esforços do município no combate à dengue.

Criadouros
A melhor forma de se prevenir contra as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti é a eliminação dos criadouros do mosquito, ou seja, locais com água acumulada que possibilitam a reprodução, como garrafas, vasos de plantas e pneus, lixeiras destampadas, vasilhas usadas para colocar água para animais, piscinas e calhas sujas, entre outros.

Denúncias de possíveis focos de dengue podem ser registradas na Ouvidoria da Saúde: (11) 4414-3344 (WhatsApp).

Mutirões
Cerca de de mil casas foram abordadas em cada um dos três primeiros mutirões de 2024 em Atibaia. O primeiro ocorreu no Jardim do Lago, Jardim Paulista e extensões; o segundo no Nova Atibaia e Casas Populares; e o terceiro no Jardim Brogotá e Tanque.

Depois da vistoria deste sábado, o mutirão que envolve diversos setores da Administração Municipal e a SAAE – Saneamento Ambiental de Atibaia vai até o Centro e Parque das Nações, no dia 9 de março.

Dia D contra a dengue
Neste sábado (2) acontece em todo o país o Dia D – Brasil unido contra a dengue. A mobilização nacional conta com a união do governo federal, estados, municípios e de toda a sociedade para reforçar as ações de prevenção e eliminação dos focos do mosquito, com o tema '10 minutos contra a dengue'. De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente, 17 unidades da federação estão com incidência de dengue 1 em níveis acima do esperado histórico. Dessas, 15 estão com tendência crescente e espera-se que essa tendência persista pelo menos até o final de março, em boa parte do país.

Sintomas
É importante ficar atento aos sinais e sintomas da dengue e procurar a unidade de saúde mais próxima se houver suspeita da doença. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta, de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele.

A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Em caso de piora no quadro, o paciente deve voltar a procurar um médico. A Secretaria de Saúde orienta a população que, em caso de suspeita da doença, é importante aumentar a hidratação e evitar a automedicação. Medicamentos como Aspirina, AAS e Ibuprofeno não devem ser usados por pacientes que estão com suspeita de dengue ou que foram diagnosticados com a doença.


Veja mais notícias sobre Atibaia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 24 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.atibaiahoje.com.br/