Domingo, 05 Dezembro 2021

Que tal algumas dicas para lidar com seu papel de pais? (Parte 1)

Dra. Regiane Glashan*

Quem acompanha meus artigos aqui, no Jornal Atibaia Hoje, sabe que eu não sou de escrever oferecendo dicas do tipo: "10 dicas para seu filho ser mais feliz!"; "5 atitudes para seu casamento dar uma virada!"; etc. Gosto mais de uma escrita discursiva, como se estivéssemos conversando um com o outro.

Todavia, hoje eu vou me render e partirei para 5 dicas para você, papai, homem trabalhador e parceiro, lidar com o seu filho, bem como as mamães. Por favor, me desculpem, mas às vezes, até eu caio nas armadilhar do "MKT". Vamos lá!!

Eu sei que como homem e pai de família, corriqueiramente você se sente assoberbado com as múltiplas tarefas do cotidiano, tendo que constantemente mudar de "marcha" e assim se sentir em débito em casa. Um sentimento muito comum observado em muitas mulheres também.

Certa vez, conversando com Carolina, ela referiu que mal conseguia acompanhar todas as tarefas que ela tinha que cumprir no seu dia a dia (mãe, esposa, filha, irmã, amiga, profissional, etc.). Entretanto, seu diálogo comigo estava relacionado a sua sobrecarga humana e como cumprir tudo isso num mesmo dia. Uma hora ela se sentia em débito com os filhos, em outra com o esposo e em outra como profissional. Ao final do discurso ela confessou que "mudar de marcha" para ela estava lhe causando muito estresse e ansiedade.

Assim como Carolina, muitos pais se sentem exaustos com tantas atividades que necessitam ser cumpridas num mesmo dia e com outras que surgem de imprevisto.

Quando isso acontece, nosso humor se altera, os conflitos se tornam mais evidentes e chegar a um ponto de equilíbrio cada vez se torna mais longínquo. Apesar da relação forte que existia entre Carolina e seu esposo, ambos estavam se sentindo confusos e enfraquecidos. Num certo dia, o esposo de Carolina a questionou se ela havia chamado o eletricista para reparar a fiação da cozinha e de repente Carol explode e diz: "Com tudo que faço você acha que eu tenho tempo para eletricista? Você não é parceiro em NADA!", "Parece que meu esposo não era meu esposo e sim meu inimigo!".

Claro que eu sei que cada indivíduo tem suas características e graus diferentes de tolerância para realizar múltiplas tarefas num mesmo dia. Contudo, a sobrecarga pode prejudicar a nossa resposta e nossa paciência e tolerância.

Após a fala de Carolina terminar, sua ansiedade estar reduzida e ela mais calma. Entendemos que seria muito positivo colocar em prática pelo menos 5 dicas que ajudariam os pais (Carol e esposo) a lidarem com mais tranquilidade com as tarefas do cotidiano.

Dessa maneira, o casal foi orientado a seguir algumas sugestões para se sentirem menos estressados e angustiados com todas as atividades que teriam que cumprir e isso se traduziria em mais calma e gentileza de maneira geral entre a família.

Pois bem, a semana que vem vamos trazer as dicas para vocês.

Aguardem!

* Terapeuta Familiar - Casal - Individual, ênfase na relação mãe-bebê. Especialista-Mestre-Doutora-Pós-Doutora pela UNIFESP, Fellow Universidade Pittsburgh - USA. Site: www.terapeutadebebes.com.br. Instagram: @terapeutadebebes_familia

Veja mais notícias sobre Dra. Regiane Glashan.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 05 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.atibaiahoje.com.br/